Mariano Gago cientista e divulgador da ciência

No dia 17 de Abril de 2015 faleceu Mariano Gago o professor e cientista que mais fez pelo desenvolvimento da Ciência em Portugal.

A AMRAD endereça sinceros pêsames à família do Prof Mariano Gago.

 

Mariano Gago e a Ciência Experimental

Conheci o Prof Mariano Gago no meu 1º ano de assistente no IST em finais de 1971. Fomos bolseiros do Prof. João Figanier, que era o responsável pela disciplina de Hiperfrequências. Estudámos o desenvolvimento de circuitos de micro-ondas baseados em linhas de fitas condutoras com substratos dielétricos (micro strip line) e os efeitos de diversas descontinuidades das estruturas, usando as frequências mais altas que dispúnhamos, até um GHz.

Planeámos as estruturas. O Prof. Mariano Gago fez o estudo teórico e eu tratei do desenvolvimento experimental. O Mariano era extremamente criativo e inteligente; quando discutimos as experiências apareceu com a ideia de criar um plano de massa metálica usando mercúrio numa tina e uma fita condutora suspensa, que permitia variar facilmente a distancia ao mercúrio. Tanto o Prof João Figanier como eu ficámos surpreendidos com a Ideia. Depois de alguma discussão concordámos em fazer antes várias estruturas fixas com diferentes dimensões usando substratos de fibra de vidro. Fizemos o relatório de estágio para a entrada na Ordem dos Engenheiros com estes trabalhos.

Apesar de ser um cientista e teórico excecional, o Prof Mariano Gago foi também um  grande impulsionador da ideia de trazer a ciência à vida das pessoas e o apoio experimental que deu através dos programas do Ciência Viva.

10 anos do Ciência Viva

Em Novembro de 2010 a Profª Ana Noronha (IST e coordenadora do Ciência Viva) desafiou-nos (AMRAD) para fazermos uma atividade no Pavilhão do Conhecimento sobre a utilização do lixo eletrónico. O Ciência Viva e nós fomos autorizados a escolher vários tipos de lixo em organizações de recolha. Deixámos alunos e pais desmontar e reutilizar partes deste lixo, foi interessante ver como as pessoas se entusiasmaram com o funcionamento dos vários objetos que selecionámos. O Prof Mariano Gago foi visitar este acontecimento e ficou fascinado.  Ficou de pensarmos num programa semelhante para todas as escolas do país. Entretanto o governo mudou.

Lixo eletrónico no Ciência Viva

Nesse acontecimento do lixo eletrónico revelei-lhe que tinha encontrado o original do seu relatório de estágio para a Ordem dos Engenheiros, durante a arrumação das coisas do Laboratório do Prof Figanier. Ficou extremamente entusiasmado e satisfeito por descobrir um dos seus primeiros trabalhos, precisamente sobre o estudo das linhas de transmissão de fita (micro strip line).

Moisés Piedade

Presidente da AMRAD

Publicado em AMRAD, Ciência Viva

Dia Mundial do Radioamador

O DIA MUNDIAL DO RADIOAMADOR  foi criado pela Circular de nº 01, da IARU – International Amateur Radio Union, estabelecendo o dia 18 de abril como o Dia Mundial do Radioamador, por ser essa data a da fundação daquela entidade internacional.

Publicado em AMRAD, Radioamadorismo

O que salvou a Apollo 13?

Veja aqui.

Publicado em AMRAD, Satélites

Pode ser lixo ou espião

Veja aqui a noticia.

Publicado em AMRAD, Satélites

Jovens da AMRAD completam PhD

Os colegas Tiago Costa, CR7AJZ, e Luis Rosado, CR7AJV,  realizaram as suas provas de Doutoramento no dia 29 de Dezembro de 2014 e já completaram todo o processo documental que se seguiu. As teses foram aprovadas com Muito Bom, por unanimidade e foram também distinguidas com a  classificação rara de “Distinção”.

Tiago Costa, projetou, desenhou e testou vários circuitos integrados  específicos ASIC “Aplication Specific Integrated Circuit”, inovadores,  com tecnologia CMOS AMS 0,35 um   e fez várias contribuições originais na  dissertação apresentada                           “Integrated Circuits for Interfacing Magnetoresistive Sensors – Applications to Biomedical Analysis and Eddy Current Testing”, veja aqui uma parte dos trabalhos desenvolvidos.

Tiago Costa ganhou uma posição de investigador doutorado na Columbia University em Nova York onde começou a orientar uma equipa que vai desnvolver um novo  método de estimulação neuronal baseado em ultrasons.

Luís Rosado desenvolveu um novo método de ensaios não destrutivos baseado na técnica das correntes induzidas de RF, que apresentou na tese: “New Eddy Current Probes and Digital Signal Processing Algorithms for Friction Stir Welding Testing”. O sistema deenvolvido foi testado com sucesso nos laboratórios da Air Bus, o que lhe valeu um contrato para testar novas ligas metálicas aeronáuticas usando o equipamento que desenvolveu, veja aqui alguns dos trabalhos científicos que desenvolveu.

Luis Rosado, a partir de Junho de 2014, antes de acabar o doutoramento, ganhou uma posição numa pequena  empresa Suissa de alta tecnologia onde vai iniciar e desenvolver um processo inovador de deteção de pequenos objetos metálicos para o aeroporto de Zurique.  Em Outubro de 2014 Luis Rosado ganhou o prémio de melhor investigador jovem, no ano de 2014, atribuido pelo INESC-ID.

A Direção da AMRAD deseja aos associados  Tiago Costa  e  Luís Rosado as maiores felicidades pessoais e profissionais.

 

Publicado em AMRAD

Novo Lançamento de Balão

Sujeito ainda a confirmação, o Projeto Balua vai lançar no dia 24 de Abril um novo Balão dotado de equipamento de medida.

Publicado em AMRAD

Artigos Recentes